Anatel instaurou processo sobre a retirada dos canais SBT, Record e Rede TV da programação paga


A Anatel, Agência Nacional de Telecomunicações, avisou que instaurou processo para analisar a retirada dos canais SBT, Record e Rede TV da programação de diferentes operadoras de TV por assinatura. Desde abril o sinal dos canais foi suspenso para clientes Sky, Oi, Claro/Net. A partir de junho, a Vivo também deixará de transmiti-los.

O processo foi aberto a pedido do Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (Inadec), que questiona os motivos da interrupção do sinal. “A Agência notificou ontem as empresas de TV paga, que têm cinco dias para apresentar argumentos. Após receber os seus argumentos, a área técnica da Anatel dará continuidade à instrução do processo”, avisa a Anatel.

O imbróglio que envolve a transmissão dos canais começou este ano, quando a Simba, empresa que representa os interesses comerciais dos três canais, iniciou negociação dos direitos de carregamento do sinal digital. Detalhes da negociação não foram revelados. As operadoras afirmam que não conseguiram chegar a um acordo quanto ao preço. A Simba, conforme a legislação, pode impedir as empresas de transmitirem o sinal digital.

VIVO ANUNCIA RETIRADA DE RECORD, REDETV! E SBT DO LINE UP

A Vivo começou a veicular anúncios avisando que Record, RedeTV e SBT serão retirados no line up de TV por assinatura em 10 de junho. Segundo o comunicado, a retirada dos canais vai acontecer nas cidades onde o sinal analógico de TV foi desligado, o que inclui a principal praça da empresa, São Paulo e cidades da região metropolitana, de Goiás e do Distrito Federal.

A empresa diz que não conseguiu fechar um acordo com os canais para mantê-los no ar. “Durante 45 dias, a Vivo manteve um canal aberto de diálogo e negociação com a Simba, empresa que representa as emissoras, mas não chegou a um acordo comercial. Por esta razão, a Vivo comunicou os seus clientes nesta sexta-feira, 12 de maio, que os sinais da SIMBA serão retirados da sua grade de programação dentro de 30 dias. Os demais canais abertos não sofrerão alteração”, afirma a operadora.

A suspensão dos canais atingirá ao menos 77 cidades. Procurada, a Simba ainda não se pronunciou sobre o assunto. A dificuldade em negociar a compra do conteúdo pelas operadoras já levou à retirada no line up de Claro, NET, Oi e Sky. As operadoras lembram que os canais podem ser sintonizados pela TV, desde que tenha conversor digital, dos clientes, uma vez que os canais são abertos.

Motivos da disputa – Conforme regra da Anatel, operadoras de TV precisam carregar em seu line up os canais abertos existentes nas cidades em que atuam sem custo. Como a obrigação vale apenas para o sinal analógico, o carregamento do sinal digital das emissoras locais depende de acordo comercial. As operadoras resistem ao preço por assinante que a Simba pretende cobrar. Já a Simba, no passado, defendeu seu posicionamento reafirmando que cobra preços compatíveis com a prática de mercado.

Informações via TeleSíntese

    MARCOS DE SOUZA OLIVEIRA, DA SRF/ANATEL, DESTACA COMPROMISSOS FEITOS PELO BRASIL ..

    11/01/2012 - ce - marcos de souza oliveira, da srf/anatel, destaca compromissos feitos pelo brasil para a copa de 2014 publicado pela primeira vez na ...

    POLíCIA INVESTIGA SE FOTO DE DINHEIRO COM FUNCIONáRIO DA COAF SERIA PROPINA

    A polícia quer saber se o dinheiro que aparece em uma foto nas mãos de carlos luciano lopes é fruto do esquema de pagamento de propinas nas ...

    DEPUTADOS QUE VOTARAM CONTRA E A FAVOR DO IMPEACHMENT DE DILMA

    O que é o impeachment? É um processo em parte jurídico, em parte político, conduzido pelo congresso nacional, que julga se uma pessoa com função pública ... Tudo sobre Anatel instaurou processo sobre a retirada dos canais SBT, Record e Rede TV da programação paga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *