Apple se orgulha do novo iPhone 6S, veja motivos


6SDepois de um uso de duas semanas, o novo iPhone 6S revelou estar de acordo com todas as expectativas. Algo que se nota de imediato é a rapidez do Touch ID. Já foi amplamente falado e visto, mas só a usar é que se vê a verdadeira rapidez do detetor de impressões digitais. Na verdade, basta encostar o dedo por micro-segundos e o telefone desbloqueia. Muito mais rápido do que o antecessor (ou do que o iPad Air 2). Por vezes torna-se irritante se quiser, por exemplo, ver apenas as notificações; mas isso controla-se facilmente com a maneira como carrega no botão Home (por exemplo, usando a ponta do dedo com a unha).

No que toca a upgrades, também as câmaras merecem destaque. A qualidade da câmara traseira mantém-se extraordinária, não esquecendo que o facto de gravar em 4K faz os vídeos ficarem com uma qualidade fora do comum. O flash da câmara frontal revelou-se, também, uma boa aposta. Faz, realmente, diferença na qualidade. Na fotografia há um efeito natural e nada falso (como com alguns flashes). Nas câmaras, destaque ainda para as novas Live Photos. Na prática, carregar no botão faz tirar uma fotografia (como é normal), gravando uns segundos depois, como se fossem gifs com som. É engraçado para mostrar aos amigos e colocar como wallpaper animado, mas não é algo que vá usar consecutivamente. Em resumo: é mais giro do que útil.

Contudo, para mim, o 3D Touch é mesmo a maior adição ao novo telemóvel da Apple. Muito se tem falado sobre essa tecnologia e se o uso faz, de facto, diferença. Sim, faz. Desde o primeiro dia que o 3D Touch é intuitivo. Atrevo-me a dizer que parece que sempre esteve lá. Em aplicações como o Instagram ou Twitter dá imenso jeito se quiser, por exemplo, fazer upload mais rápido de uma fotografia ou se quiser escrever um tweet sem ter de abrir a app. Se gosta de editar fotos com o VSCO, então o 3D Touch vai mesmo fazer diferença. Se, como eu, se cansa com os passos até importar a foto, a nova tecnologia permite ir diretamente para o menu sem ter de abrir a aplicação antes. O ponto negativo é que nem todas as apps suportam a nova tecnologia, mas isso já não está diretamente ligado à marca de Cupertino.

Quanto à bateria, vai notar diferença se vier de um equipamento anterior ao iPhone 6. Se, como eu, tinha de carregar o telefone a meio do dia, fique a saber que agora isso já não é preciso. A velocidade a que a bateria desce é surreal (pelo menos tendo em conta o iPhone 5C, por exemplo). Em 20 minutos a ouvir música e uso moderado do Facebook, a bateria desce cerca de 1/2%. Apesar do novo iOS9 ajudar a ter uma maior autonomia, convém referir que a bateria é ligeiramente inferir ao antecessor.

Em traços gerais, é isto que pode esperar do novo equipamento. Mas convém não esquecer a rapidez dos novos iPhones graças ao novo processador e ao aumento da memória RAM. Se vem de um iPhone 6, pondere se vale a pena a troca. Mas se tem um equipamento anterior, a troca é quase obrigatória. A rapidez do Touch ID e o novo 3D Touch valem a pena o upgrade.

    CARLINHOS BROWN - ORGULHO DE NóS DOIS (CLIPE OFICIAL)

    Spotify: http://spoti.fi/2shuzp9 ▻ itunes: http://apple.co/2uiaipc ▻ apple music: http://bit.ly/odn2applem ▻ deezer: http://bit.ly/odn2deezer ▻...

    A APPLE VAI SER PREJUDICADA PELO NOVO PRESIDENTE DOS USA!?

    Celulares Ótimos e baratos, compre pela: banggood: http://bit.ly/2io0yyp gearbest: http://bit.ly/2iwjfmb ▻site: www.betechers.com.br ...

    PRESIDENTE EXECUTIVO DA APPLE, TIM COOK, DECLARA QUE é GAY

    Atitude fortalece a luta do movimento lgbt. tim cook diz que não é ativista, mas se beneficiou do sacrifício de quem reivindicou direitos iguais para os gays. Tudo sobre Apple se orgulha do novo iPhone 6S, veja motivos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *