TV por assinatura perde mais de 700 mil clientes em 1 ano – Declínio


Culpa da crise ou das operadoras piratas? As operadoras de TV por assinatura perderam 710 mil clientes entre agosto de 2015 e agosto de 2016.
De acordo com os dados da Anatel, havia 19,6 milhões de assinantes em agosto de 2015. Agora, o número caiu para 18,9 milhões, ou seja, uma retração de 3,6%.

Também nota-se queda na comparação mensal: entre julho e agosto, o setor perdeu 48,5 mil clientes. O recuo interrompeu uma tendência de crescimento contínuo que vinha desde maio. Já o “Gatonet” vai crescendo a todo vapor.

TV Pirata: Polícia Federal combate operadora clandestina – Apagão


Combate a pirataria. A Polícia Federal (PF) realiza nesta terça-feira (6) uma operação contra uma operadora pirata de TV por assinatura que atua em 16 estados do país. Serão cumpridos nove mandados de prisão e 34 de busca e apreensão nos estados do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Goiás, além de diligências em Portugal com a cooperação da polícia internacional.

Os mandados são cumpridos nas cidades de Porto Alegre, Santana do Livramento, Lajeado (RS), Foz do Iguaçu (PR), Goiânia (GO), São Paulo, Santos, Santo André, Americana e Osasco (SP).

  • Policiais cumpriram mandados prisão e de busca e apreensão em 4 estados

De acordo com a PF, a operadora de TV por assinatura pirata conta com mais de 10 mil clientes espalhados pelos 16 estados brasileiros e, possivelmente, na Europa.
As investigações foram motivadas a partir de denúncias de contrabando e descaminho de aparelhos de captação de sinal de TV por assinatura.
A polícia apurou que diversas pessoas atuavam na captação e distribuição fraudulenta de chaves e sinal para acesso a canais pagos, que eram comercializadas de forma fraudulenta com clientes que buscavam o serviço mais barato.

Várias células que atuavam em parceria com a organização criminosa na distribuição de equipamentos trazidos do exterior e na comercialização das chaves foram identificadas no decorrer da operação, batizada de Fake Sat.

Conforme a PF, os suspeitos podem ser indiciados pelos crimes de formação de quadrilha, contrabando, descaminho e estelionato. Uma entrevista coletiva será concedida na Superintendência da PF em Porto Alegre na tarde desta terça (6).

Homem que fazia o famoso gatonet é preso e vai responder por furto de sinal


Fazer ligação clandestina, seja de energia ou cabo de TV todo mundo sabe que é contra a lei, proibido, mas nada impede que os famosos “gatos”, furto de sinal seja visto com frequencial, principalmente nos subúrbios das pequenas e grandes cidades, este caso aconteceu em Rio Claro, onde um morador foi detido, acusado de uso ilegal de sinal de TV a cabo.

Policiais Civis estiveram na residência do acusado onde constataram o uso ilegal de TV a cabo, cuja ligação é clandestina e o morador não possui nenhum contrato com a empresa Net.
O morador prestou esclarecimentos, foi liberado e terá sequencia agora uma ação em que ele deverá responder pelo possível crime.

Segundo uma fonte não oficial, a cidade foi toda mapeada pela empresa e todas as casas que recebem o sinal sem contrato deverão prestar esclarecimentos para policia e também poderão responder pelo uso indevido e até um possível furto de sinal que se confirmado, pode terminar com a prisão em flagrante do morador. Uma grande lista foi entregue para investigações da Policia Civil.

Gatonet ou TV Pirata causa prejuízos milinário no Brasil


Mesmoque a justiça tenha apertada o cerco a pirataria de TV, fechando centrais de serviços clandestibos, o comércio ilegal movimenta mais de R$ 782 bilhões por ano no Brasil. Esse valor seria suficiente para formar o quarto maior PIB da América Latina, atrás apenas do Brasil, do México e da Argentina. Os dados são de pesquisa feita pela FGV e pelo Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (Etco) que foi apresentada nesta terça-feira, 16/09, pelo Fórum Nacional de Combate à Pirataria (FNCP).

O levantamento mostra que a indústria deixou de vender o equivalente a R$ 30 bilhões, em 2013, por causa do comércio ilegal de produtos. No segmento de TV por assinatura, por exemplo, a pirataria movimentou R$ 1,8 bilhão, quase 10% do mercado total, estimado em R$ 23,7 bilhões. No segmento de produtos de limpeza, as perdas foram de R$ 2,24 bilhões. AzBox, AzAmerica, FreSky são as principais marcas do mercado.

gatoManifesto à presidência da República, assinado pelas pelas associações brasileiras dos setores de software, comunicações, higiene, cosméticos, confecções, brinquedos, artigos esportivos e outros, pede a simplificação do sistema tributário, medidas de desburocratização, fortalecimento da Polícia Rodoviária, da Receita e da Polícia Federal, especialmente nas regiões de fronteira.
“O que precisa ser relembrado em momentos como esse de campanha eleitoral é que necessitamos de uma atuação eficaz e imediata em todos os níveis para tentar diminuir esse problema que afeta a sociedade, a saúde, a segurança, a educação, a arrecadação, os empregos, a indústria e o comércio”, disse Evandro Guimarães, presidente do Etco, referindo-se à pirataria.

“A ilegalidade está diretamente ligada à sonegação de impostos, à perda de empregos formais e aos riscos ao consumidor, que fica sujeito a produtos sem qualquer controle de qualidade”, completou Edson Luiz Vismona, presidente do FNCP.