12 iPhones quebrados na loja da Apple por um maluco, veja vídeo


Tem louco pra tudo. O caso aconteceu na cidade de Dijon, a 350 km de Paris. O homem, cujo nome não foi divulgado, entrou na loja e quebrou as telas de 11 iPhones, batendo neles com um objeto de metal, aparentemente uma bola de pétanque (jogo que lembra a bocha, típico do Sul da França).
Quando percebe que está sendo filmado, pára de quebrar tudo e começa a contar sua história. Diz que a Apple se recusou a devolver o seu dinheiro (aparentemente, ele queria devolver um produto).

“Eu defendo meus direitos de consumidor. A Apple se recusa a me reembolsar? Eu tenho direito conforme a lei européia. Eu disse: me reembolse, senhorita! Não? Então veja o que acontece!”

E a pancadaria recomeça. Os funcionários não esboçam reação e o indignado francês volta a atacar, golpeando mais um iPhone e um Macbook com sua implacável bolota.

Ele grita ta gueule! (xingamento francês que significa algo como “sua cara!”) e sai da loja, que fica dentro de um shopping center. Só então é abordado e cercado por seguranças – que o retêm até a chegada da polícia. Segundo a imprensa local, o homem foi preso.

Quick Charge 3.0 – Carrega 80% da bateria do celular em 35 minutos


sndA Qualcomm anunciou a chegada da terceira geração do Quick Charge, recurso que permite recarregar a bateria do celular ou tablet com maior velocidade. De acordo com a fabricante, em dispositivos equipados com o Quick Charge 3.0 a bateria vai passar de 0% a 80% em apenas 35 minutos.

O Quick Charge 3.0 é 27% mais rápido que o 2.0, com aumento de 38% na eficiência energética e com redução de 45% na dissipação. Ou seja, quanto menos calor dissipado, menor é o consumo de eletricidade e desgaste dos seus componentes.

Esses saltos de performance foram conquistados empregando um novo tipo de gerenciamento de energia. Se no Quick Charge 2.0 o sistema dependia de voltagens fixas de 5, 9, 12 e 20 volts para funcionar de forma correta, o Quick Charge 3.0 opera com incrementos de 0,2 volts (a partir de 3,6 até 20 volts no total).

Na prática, isso significa que o sistema é capaz de determinar a voltagem de saída do carregador do seu celular e adaptar o modo de carregamento da bateria para aproveitar o máximo dessa energia. O Quick Charge funciona acelerando a recarga para que o seu aparelho “sugue” o máximo de energia que os materiais químicos na bateria podem suportar de forma segura.

Sem o Quick Charge, por exemplo, alguma oscilação na quantidade de voltagem poderia representar energia desperdiçada e demora no processo de carregamento.

O Quick Charge 3.0 deverá estrear nos dispositivos com processadores Snapdragon 820, que deve controlar boa parte dos smartphones top de linha a serem lançados ao longo de 2016. Contudo, a Qualcomm licencia o uso dessa tecnologia para outros fabricantes de processadores, baterias e carregadores, o que deve tornar o padrão derecarga bastante popular.