Mitsubishi ASX Flex 2018 – Preço de todas versões


A Mitsubishi enxugou a linha 2018 do ASX. O modelo abandonou a versão de entrada com câmbio manual e tração 4×2 e agora só utiliza a transmissão automática do tipo CVT, que simula seis marchas. Além disso, o motor 2.0 conta agora com tecnologia flexível e passa a render até 170 cv com etanol. Seu preço parte de R$ 97.990.

De série, o ASX 2018 traz air bags frontais, freios com ABS e EBD, isofix, rodas aro 18, direção com assistência elétrica e ajuste de altura e profundidade, ar-condicionado automático, trio elétrico, central multimídia com tela de 6,2″ com DVD, navegador GPS e Keyless (acesso sem chave).

A partir da versão intermediária a tração é integral, há air bags laterais e de joelho, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, central multimídia com tela sensível ao toque de 6,75″ com integração com Apple CarPlay e AndroidAuto. A versão de topo traz tudo isso mais faróis de xenônio e teto solar.

Confira os preços:

ASX CVT 4×2: R$ 97.990

ASX CVT AWD: R$ 113.990

ASX CVT AWD + Xenon e Teto: R$ 122.990

Mitsubishi Outlander Comfort 2018: preço de tabela e ficha técnica


A Mitsubishi apresentou uma nova versão do crossover Outlander, batizada de Comfort. Com preço de R$ 142.990 e sete lugares ela se torna a versão mais equipada do modelo equipada com o motor 2.0 a gasolina de 160 cv e câmbio automático CVT com opção de trocas por borboletas atrás do volante.

De série há central multimídia com tela de 7″ e integração com Apple CarPlay e Android Auto. O sistema de som traz um subwoofer, que reforça os tons graves no habitáculo. A tampa do porta-malas tem acionamento elétrico e ele conta com partida e abertura das portas sem chave (Keyless).

Outras novidades da versão são o banco do motorista com ajuste elétrico, oe os dois dianteiros com aquecimento. Espelho retrovisor interno eletrocrômico, sensores crepuscular e de chuva, ar-condicionado digital de duas zonas e sistema de monitoramento dos pneus também são itens de série.

Além dessa versão, o Outlander conta com outras versões: A 2.0 de R$ 135.990, a Full Techology Pack com motor V6 3.0 que custa R$ 175.990 e as de topo, com motor 2.2 a diesel de R$ 181.990,00 e R$ 199.990 pela a Full Techology Pack Diesel. Todas as variantes são automáticas, a 2.0 com CVT e a V6 e as 2.2 diesel com transmissão automática convencional de seis velocidades.

Outlander 2.0 16V 160cv Automático

Ano/modeloCódigo FIPEPreço (R$)
2012 Gasolina022116-350.996,00
2013 Gasolina022116-357.989,00
2014 Gasolina022116-372.086,00
2015 Gasolina022116-379.624,00
2016 Gasolina022116-3110.610,00
2017 Gasolina022116-3120.905,00
Zero KM a gasolina022116-3133.744,00

Outlander 2.2 165cv Diesel Automático

Ano/modeloCódigo FIPEPreço (R$)
2016 Diesel022139-2163.598,00
2017 Diesel022139-2179.123,00
Zero KM Diesel022139-2196.968,00

Outlander 2.4 16V 170cv Automático

Ano/modeloCódigo FIPEPreço (R$)
2009 Gasolina022108-243.061,00
2010 Gasolina022108-244.477,00
2011 Gasolina022108-246.071,00
Zero KM a gasolina022108-286.348,00

Mitsubishi L200 Triton 2017 traz como principal novidade o motor 2.4 turbodiesel de 190 cv de potência


Se você olhou para as fotos desta L200 Triton e achou que se trata da picape vendida aqui desde 2008, está enganado, mas tudo bem. Das atualizações feitas na quinta geração (quarta no Brasil) do modelo da Mitsubishi, que tem tabela a partir de R$ 131.990 e ganhou sobrenome Sport, o visual foi a menor.

Produzido em Catalão (GO), o utilitário é completamente novo, mas as linhas são semelhantes às da geração anterior, exceto pelos faróis e lanternas, que ganharam desenho mais invocado, grade e caçamba mais alta.

São três versões: GLS com câmbio manual de seis velocidades, HPE, a R$ 164.990, e HPE Top, a R$ 174.990. Essas trazem o automático de cinco marchas.

l2

l20

A nova L200 conviverá com a geração antiga – Outdoor e Savana – e isso deixa ainda mais claro que o visual atualizado está longe de ser revolucionário. Por dentro, o acabamento é bom, mas não se destaca pelo esmero e nem por detalhes que saltem aos olhos. O painel de instrumentos tem fácil visualização, mas a tela digital poderia ter luminosidade mais intensa.

A versão avaliada, de topo, vem de série com itens como faróis bixenônio com LEDs de uso diurno, estribos laterais, ar-condicionado digital de duas zonas, protetor de caçamba, sete air bags, controles de tração e estabilidade, banco do motorista com regulagem elétrica, partida sem chave e auxílio em rampa, central multimídia com navegador GPS e sistema Isofix de fixação de cadeirinhas.

l200A maior novidade da L200 está no trem de força. O motor 2.4 turbodiesel de 190 cv de potência e 43,9 mkgf de torque substitui o antigo 3.2 de, respectivamente, 180 cv e 38 mkgf. A tração, acionada por um seletor no console, pode ser 4×2, 4×4, 4×4 com bloqueio de diferencial e 4×4 com bloqueio e reduzida.

ftCom mais força que o anterior, o quatro-cilindros move melhor a picape tanto no asfalto quanto no off-road e, por girar de modo suave, tornou a L200 também mais silenciosa.

Em retomadas e acelerações, falta alguma agilidade, mas isso cai na conta do câmbio de cinco marchas. Há opção de trocas manuais mas, como as aletas são fixas e não acompanham o movimento do valente em curvas, é mais fácil usar a alavanca.

A direção com assistência hidráulica tem boas respostas e raio de giro, mas poderia ser mais direta. A posição de guiar agrada, já as pernas ficam muito dobradas (a 90º) por causa do assoalho alto. Aliás, como o túnel central atrapalha, só quatro adultos viajam com conforto.

As suspensões, independente na frente e com eixo rígido atrás, foram recalibradas. Além de reduzir a rolagem da carroceria em curvas, quem vai sentado atrás agora é menos “jogado” para os lados quando a picape roda sobre pisos acidentados.

Mitsubishi L200 Triton 2017: detalhes e preço da nova geração


L2-

A Mitsubishi lançará no Brasil em outubro a quinta geração da picape L200 Triton. Além das atualizações no visual da carroceria, o utilitário traz novos trem de força e interior, ganhou sobrenome Sport e terá tabela a partir de R$ 131.990, na versão GLS, R$ 164.990 na HPE e na HPE Top de R$ 174.990.

O novo motor 2.4 turbodiesel, com bloco feito de alumínio e comando variável de válvulas, gera 190 cv de potência e 43,8 mkgf de torque. Para comparação, o quatro-cilindros anterior, de 3,2 litros, gera 180 cv e 38 mkgf. Esse propulsor será mantido na atual L200 Triton, que continuará à venda como modelo de entrada na linha.

l2iHá câmbio manual e automático (com aletas para trocas manuais atrás do volante, que tem ajuste de altura e profundidade), ambos de cinco marchas. O ângulo de giro, de 5,9 metros, é o menor da categoria, segundo dados da fabricante. A tração 4×4 tem opções de bloqueio do diferencial central e reduzida, por meio de seletor no console central.

A cabine foi completamente atualizada e tem acabamento em tons prata e preto. De série há itens como ar-condicionado com duas zonas, nova central multimídia com tela de 7” e bancos de couro (com ajustes elétricos para o do motorista). Outros destaques são a partida por botão (sem necessidade do uso da chave), acionamento automático dos limpadores de para-brisa e faróis, câmera na traseira e sensor de obstáculos.

L2No quesito segurança, há controles de estabilidade e tração, assistentes para partida em aclives e controle de descida. Nove air bags e sistema Isofix para a fixação de cadeirinhas infantis também estão no pacote.

Assim como a cabine, a caçamba foi redesenhada e ganhou paredes laterais mais altas. Com isso, a capacidade de carga é de 1.075 kg, ante cerca de 1.010 kg da picape atual.