Harley-Davidson: Marca pode ter aposentado V-Rod definitivamente


Na euforia causada pelo lançamento de 17 modelos da Harley-Davidson nesta semana, não deu tempo para pensar nos que foram aposentados no processo. O V-Rod é um deles e não aparece na linha 2018 / 2019. Talvez volte de outra forma, mas, por enquanto, chega-se à conclusão de que saiu da oferta da Harley.

A moto chegou ao mercado em 2001. O motor V-Twin de 60 graus de 127 cv de potência, desenvolvido em parceria com a Porsche, foi uma revolução no mundo do fabricante e assim ficou denominado na história: o motor revolucionário. Infelizmente, no entanto, a V-Rod não foi a explosão de sucesso que a Harley esperava que fosse, mesmo com suas inúmeras variações, como a Night Rod, Street Rod e V-Rod Muscle.

Certamente, o modelo não foi um desastre, pois ficou 16 anos no mercado. Alguns consideram que seu erro foi tentar preencher a lacuna entre os tradicionais admiradores da marca e os fãs das esportivas japonesas. Visualmente, pode até parecer um patinho feio, mas não há como negar o legado deixado pela sua motorização.

BMW S 1000 RR Tricolor chega às lojas, modelo 2018 agrada, veja preço


A novíssima BMW acaba de lançar no Brasil a moto esportiva S 1000 RR Tricolor, com as cores da divisão Motorsport da marca alemã (azul, branca e vermelha).

O grafismo da carenagem, totalmente renovado, ressalta a esportividade da motocicleta ao extremo. De acordo com a divisão de motocicletas da montadora, BMW Motorrad, o preço sugerido foi mantido em R$ 78.400.

Assim como as outras versões da superesportiva, a Tricolor vem com motor de quatro cilindros e 999 cm³, que gera 199 cv de potência e 11,5 mkgf de torque. O câmbio tem seis marchas. Entre os principais equipamentos de série destacam-se freios com ABS, controle de tração, suspensão ativa, controlador de velocidade e manoplas com aquecimento.

Honda CG 160 2018: Preço de todas versões, cores, consumo e ficha técnica


A japonesa Honda colocou à venda a linha 2018 da CG 160 com novidades importantes. Já se preparando para a lei que obriga todas as motos à venda no País a contar com algum sistema de auxílio a frenagem até 2019, o modelo mais vendido do Brasil, agora vem equipado em toda a gama com sistema de frenagem combinada (CBS).

Até então o sistema estava disponível só na versão Titan, topo de linha. Essa função aplica força ao freio dianteiro, mesmo sem acionar o manete. Ela serve para – em frenagens mais fortes – evitar perda de estabilidade da moto.

Outra novidade da linha é a suspensão dianteira Separated Function Fork (SFF). O sistema é derivado das motos de off-road, sendo uma das bengalas dedicada ao sistema hidráulico, com óleo, e responsável pelo controle de compressão e retorno e a outra abriga a mola.

Para as versões 160 Titan e 160 Fan, o painel de instrumentos também mudou e agora é do tipo Blackout, com fundo escuro e grafismos em branco. Na versão Start, o componente ganhou a função de conta-giros e também há aros na cor preta.

O motor segue inalterado. É um monocilíndrico de 162,7 cm³ que rende até 15,1 cv e 1,54 mkgf com etanol. O câmbio é de cinco marchas. A CG 160 Titan tem pneu traseiro de medidas 100/80-18M/C REINF 59P e 80/100-18M/C 47P para o dianteiro. Na CG 160 Fan, os pneus permanecem com as mesmas especificações: 80/100-18M/C 47P (dianteiro) e 90/90-18M/C REINF 57P (traseiro).

Os preços são de R$ 7.990 para a CG 160 Start, R$ 8.990 para a CG 160 Fan e R$ 10.190 para a CG 160 Titan. Todas as versões têm três anos de garantia, sem limite de quilometragem e com óleo gratuito em sete revisões.

Cores nova fan 2018

Nova moto cg 2018

Indian Roadmaster 2018 – Preço, consumo e ficha técnica


Simplesmente surpreendente, a nova Indian RoadMaster, um luxo em duas rodas, com uma estética única e impactante, com linhas conservadoras que invocam as suas origens mas cheia de tecnologia e modernidade, um imenso conforto inigualável que é característico da marca.

A nova Indian RoadMaster 2018 monta um motor bi-cilíndrico de 1811cc , o famoso Thunder Stroke a 4 tempos, que debita 134CV de potência às 4.500 rpm e com um fantástico binário de 156Nm às tão somente 2.600 rpm. Com refrigeração por ar, injeção eletrônica e caixa de 6 velocidades , o Thunder Stroke é ainda compatível com a norma Euro 4.

O quadro é constituído por uma estrutura tubular em alumínio e monta suspensão telescópica tradicional e a travagem assegurada por 2 discos de 300mm na dianteira, com pinças de 4 êmbolos e ABS. O disco traseiro tem também 300 mm e embora a pinça monte apenas 2 êmbolos em vez de 4 inclui também ABS.

Monta dois amortecedores na traseira, ajustáveis por pressão de ar. As jantes de liga são de 16” e têm 10 braços. O sistema de travagem é múltiplo sendo que o pedal acciona o travão da frente e vice versa.

Outra das características que a RoadMaster 2017 oferece é a tecnologia de ponta que faz a gestão desta fantástica moto. Inclui arranque “Key less” sem chave e por proximidade da mesma, Cruise Control para conforto em percursos de auto-estrada, vidros eléctricos, sistema de monitorização da pressão dos pneus com aviso em caso de anomalia, sistema audio de última geração com 200watts de potência e rádio FM e AM, ligação via BlueTooth, inclui também porta USB para ligação de todo tipo de dispositivos electrónicos e poder actualizar também todo o seu software.

A informação está perfeitamente legível num painel de 7”, onde inclui a velocidade, os Kms, nível de combustível, estado da bateria, pressão do óleo, indicador de luzes de cruzeiro e indicação do sistema de segurança “Command TM”.

A Indian RoadMaster oferece uma enorme comodidade no seu banco anatômicos e colocado a uma altura baixa de apenas 673mm, elaborados em pele de excelente qualidade e acabamentos como se de uma sela de montar se tratasse.

O farol dianteiro inclui tecnologia LED, e também faróis anti nevoeiro além de outro tipo de luzes que decoram e iluminam a moto em diferentes pontos e contribuem para o seu impacto visual.

O depósito de gasolina tem capacidade para 20 litros e a RoadMaster pesa no total 400 Kg, muito bem equilibrados tal é a facilidade com que se circula na mesma.

A RoadMaster é um autêntico “papa-léguas” e um luxo de conforto extremo para enfrentar as mais longas viagens. Seja no café da esquina seja no fim do mundo a Indian RoadMaster marca sempre a sua presença onde quer que vá.

Ficha Técnica

Motor

Ciclo: 4T

Tipo: Em V

Número de cilindros: 2

Diâmetro:
101,0 mm

Curso:
113,0 mm

Cilindrada:
1811 cc

Refrigeração:
líquida

Distribuição:
DOHC

Válvulas por cilindro:
8

Tipo alimentação:
Injeção

Potência máxima declarada:
134 CV

Potência máxima às:
4.500 rpm

Binário máximo declarado:
2.600 rpm

Transmissão

Transmissão secundária:
correia

Embraiagem:
Multidisco em óleo

Tipo:
Mecânica

Caixa de velocidades:
6

Quadro

Quadro:
Multi-tubular alumínio

Angulo:
25 º

Avanço:
150 mm

Suspensão

Tipo de suspensão dianteira:
Telescópica convencional

Tubos de suspensão:
46 mm

Curso da suspensão dianteira:
120 mm

Tipo de suspensão traseira:
Mono Amortecedor

Curso da suspensão traseira:
114 mm

Regulação de Pré-carga:
Sim

Rodas

Jante dianteira:
3,5 x 16

Jante traseira:
5,0 x 16

Roda dianteira:
130/90B 16

Roda traseira:
180/60B 16

Freios

Dianteiro:
Discos flutuantes

Diâmetro:
300 mm

Pinças dos travões dianteiros:
Flutuantes

Número discos:
2

Traseiro:
Disco flutuante

Diâmetro:
300 mm

Número discos traseiros:
1

Sistema especial dianteiro e traseiro:
ABS

PVP Roadmaster Classic:

31.350, euros

PVP Roadmaster

32.000, euros