Lançamento Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas é adiado


Adiado o lançamento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas só deverá ser feito pelo menos dez dias depois que a greve geral na Guiana Francesa acabar. Esse é o tempo necessário para a preparação do processo, que inclui a checagem de equipamentos e inspeções de segurança.

O lançamento do satélite, que estava previsto para o dia 21 de março, foi adiado por causa da greve geral que atinge a Guiana Francesa, de onde o equipamento será lançado. Além do fechamento das estradas, a paralisação de funcionários da base de lançamento de Kourou prejudicou os planos.

Desde o mês passado, a Guiana Francesa enfrenta uma greve geral e diversas manifestações populares, que pedem mais investimentos na região e reclamam da criminalidade. Os protestos causaram o fechamento de estradas e a paralisação de diversos serviços públicos.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações garante que o adiamento do lançamento não traz prejuízos aos projetos de defesa e comunicações. Segundo o órgão, também não há prejuízos financeiros, pois já existe uma previsão para esse tipo de problema. “Assim que o acesso ao local for liberado, será definida nova data de lançamento do satélite, sem prejuízos aos projetos de defesa e comunicações”, diz o ministério.

Este será o primeiro satélite geoestacionário brasileiro de uso civil e militar. Adquirido pela Telebras, o equipamento será utilizado para comunicações estratégicas do governo e para ampliar a oferta de banda larga no país, especialmente em áreas remotas.

Informações via EBC

Satélite SES-10 que opera na banda KU será lançado hoje pelo foguete Falcon 9 da SpaceX


O SES-10, que opera em banda KU, ocupará a posição 67º, oferecendo cobertura a toda a América Latina. Projetado com foco no mercado de vídeo, o satélite pode operar para outros serviços. Ele substitui o AMC-4, que tem clientes de dados e vídeo na região, mas não cobre o Brasil. “O SES-10 vem com mais cobertura, para toda a América Latina e feixe exclusivo para o Brasil”, conta o executivo.

Após os testes já realizados e bem sucedidos de disparo dos motores do foguete, deve ser lançado na próxima quinta, 10, o satélite SES-10. O equipamento está pronto desde outubro passado, mas seu lançamento foi adiado devido à explosão de um foguete da SpaceX no final do ano passado. Segundo o vice-presidente de vendas para América Latina Sul da SES, Jurandir Pitsch, o satélite chega à sua posição orbital em poucas horas após o lançamento. “Em dois meses já deve entrar em operação comercial”, diz.

O lançamento será o primeiro de um satélite comercial com um foguete reutilizável. O Falcon 9 já fez uma missão para a Nasa. “Isso vai reduzir custos. Não muito ainda, por que é a primeira vez. Mas a redução em breve deve chegar a 30%”, diz Pitsch.

Segundo ele, o satélite ainda não teve capacidade contratada no Brasil. A expectativa é conquistar clientes para três tipos de serviços ainda este ano:

* companhias aéreas, principalmente dos EUA, para Internet a bordo – uma vez que o satélite cobre 100% das rotas na América Latina;
* operadoras de 3G e 4G em toda a América Latina em regiões mais afastadas, que têm que cumprir obrigações regulatórias;
* aplicações de DTH, sobretudo operações menores, regionais e com aplicações específicas, como operações de governo gratuitas.

A vida útil do equipamento é de pelo menos 15 anos, sendo, portanto, um investimento de longo prazo. A posição orbital é favorável à futura expansão do DTH das operadoras principais. “Mas, neste momento, todos têm capacidade disponível e, com o mercado estagnado, não há grande expectativa. No futuro próximo pode surgir uma demanda por ultra HD”, diz Pitsch.

Informações via convergecom.com.br

Manutenção na Claro TV, satélite Star One C4 com instabilidade, canais sem sinal


Instabilidade no satélite Fora d4. Os clientes da Claro Tv estão vivendo dias nada agradáveis, desde o início da semana uma série de falhas no sistema de transmissão da operadora vêm provando interrupções na programação. Segundo um usuário, os canais estão travando e ficando sem sinal em vários momentos do dia. Os canais em alta definição são os mais afetados e os “congelamentos” são constantes. Alguns clientes chegaram a dizer que alguns canais HD ficaram 24 horas fora do ar.

Neste sábado (03), por volta das 22:30 uma nova pane atingiu o Star One C4, satélite utilizado nas transmissões. Aproximadamente 100 canais do line-up ficaram sem sinal afetando milhões de clientes em todo o Brasil. As reclamações tomaram conta das redes sociais e vários telespectadores ameaçaram cancelar a assinatura. Para eles é inadmissível uma falha técnica em pleno horário nobre.

A empresa foi procurada, mas não respondeu aos nossos questionamentos. Na sua página no Facebook, nenhuma postagem faz referência as falhas técnicas, além disso a última atualização aconteceu em novembro.

MANUTENÇÃO

Alguns usuários chegaram a afirmar que as interrupções na programação seriam ocasionadas por uma manutenção técnica. No entanto, o fato de as falhas acontecerem em horário nobre, fazem com que a gente descarte essa possibilidade.

DIREITO DO CLIENTE

O código de defesa do consumidor e a regulamentação da Anatel estabelece que a empresa tem o dever de dar um desconto na fatura referente aos dias em que o serviço foi interrompido. Além disso, os clientes podem entrar com um pedido para cancelar a assinatura sem o pagamento de multa de fidelidade.

Cinebox Legend X HD Dual Core – Nova atualização


Nova atualização do receptor Cinebox Legend X HD, com ela você libera o sistema SKS do seu receptor com o satélite 22W, sem travas, é o que promete a marca em seu fórum oficial.

PRINCIPAIS FUNÇÕES DO RECEPTOR:

IKS: Liberação via internet de toda a grade de canais existente no satélite que pode ser via cabo RJ45 ou Wi-Fi (Wi-Fi confirmar descrição do receptor)

Requisitos: Conexão com internet + 1 antena

SKS: Liberação de toda a grade de canais via satélite, ou seja, uma antena para receber o sinal e outra antena para liberar os canais.

Requisitos: 2 antenas (Não é necessário o uso de internet)

CS: É um serviço de distribuição das chaves pela internet contratado com um servidor que é pago mensal, semestral ou anual, dependendo do caso.

Todo receptor possui esta opção porem ela é normalmente utilizada em modelos antigos

IPTV: Funciona de forma semelhante a serviços de streaming como Youtube e Netflix , o famoso on demand que disponibiliza as maiores bilheterias que estão no cinema ou acabaram de sair , as principais séries para assistir a hora que quiser. Esses receptores vieram para além de liberar os mais de 170 canais (claro , oi e sky) ainda possuir disponível um acervo de filmes e séries melhor que NETFLIX para assistir a hora que quiser e sem pagar mensalidade.

Acessar última atualização