NovasdoDia » Atualidades » Bel Pesece: como enganar a mídia brasileira

Bel Pesece: como enganar a mídia brasileira

Dois vídeos tutoriais que segundo o autor Fred Alves é um básico com textos bem humorados sobre como manipular a imprensa e mídia em geral com inceptions de meias verdades, um guia prático com 20 lições simples e eficientes. O fenômeno Bel Pesce, continua dando Insights para a sofisticada arte de dourar a pílula.


Aqui você fica por dentro o que acontece no Brasil e no mundo, celebridades, famoso que morreu ou faleceu na data de hoje, política, quem é o corrupto e ladrão do momento, crise econômica, qual partido que mais rouba, o próximo a ir pra cadeia, dinheiro sujo, charges e curiosidades.

    ZEBELéO: O FIASCO DO BURGER DE BURGUêS

    Quer que meu trabalho aqui continue? seja o meu patrão!▽ http://www.patreon.com/izzynobre ▽as aberturas do canal são feitas pelo murilo almeida▽ ...

    BEL PESCE X MARCELO NASCIMENTO - QUAL é O MAIOR PICARETA 171 DO BRASIL ?

    Bel pesce, a menina que não vale. marcelo nascimento 171. ambos enganaram a mídia, você e eu fingindo possuir "títulos" que não tinham. dois 171 nato.

    BULLYING COM A BEL ???

    Esse vídeo é um vídeo de comédia mas que aborda um assunto muito sério que é o bullying. algumas das cenas são reais e aconteceram comigo como o ... Tudo sobre Bel Pesece como enganar a mídia brasileira

2 Opinião e Avaliação

  1. O que a Bel Pesce tem feito não é empreendedorismo voltado a área de educação? O simples fato de ter conquistado diplomas do MIT com bolsa integral já é um fator motivacional para qualquer carreira. Se o autor deste post empreende esforço tentando desmoralizá-la, que mostre seus méritos e conquistas. Que mostre seus diplomas de faculdades renomadas, suas patentes, suas publicações científicas ou as empresas bem sucedidas que criou. Isso seria mais útil aos empreendedores ou aos leitores de maneira geral.

  2. Se alguém chegar na sua frente, bater no peito e disser que é um especialista do mundo digital, olhe no fundo do olho dessa pessoa, dê um passo para trás e desconfie. Para mim, isso ainda não existe. Afinal, estamos todos no mesmo barco em um complexo processo de aprendizagem mútua de como entender as lógicas e engrenagens desses novos espaços comunicacionais online.

    Sem falar de outros termos como neuro-isso e neuro-aquilo que, para mim, 98% do que leio não passam de espuma. Os 2% restantes são psicologia do consumo, apenas isso. Quer saber de neuro-alguma coisa? Leia a bula de gente graúda. E se os sintomas persistirem, vá até um hospital e procure um médico.

    Nessa arena online que habitamos, devemos dar cada passo de forma minuciosa. Tudo é muito novo, difuso, hesitante, extremamente dinâmico. Só para dar um dado: o algoritmo do Facebook muda todo dia. Analisar esses novos fenômenos do mundo digital, destilarmos nossa opinião e cairmos em argumentos simplistas é uma armadilha fácil. E que vejo muitos gurus de plantão caírem. Por isso, devemos nos preparar, estudar, pesquisar de verdade, e ter a lupa bem ajustada para tentarmos ter algum tipo de lucidez em interpretar essa nova cena digital.

    A dica de ouro é: muito cuidado com o que se lê, se assiste, se ouve! Seja muito, mas muito criterioso e não se impressione com mini-CVs gigantescos e cheios de termos edulcorados. De novo: não conheço a Bel Pense e não sei opinar sobre o que ela prega. E o mundo digital é um ecossistema infestado de falsos profetas, charlatões cibernéticos, produtores ininterruptos de vídeos em HD, futurologistas que fariam inveja à Mãe Dinah

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *