Como os impostos atrapalham planos, lucro e o crescimento de emresas e setores


Tempo de crise, vamos analisar o imposto mal cobrado e como ele atrapalha empresas e setores de algumas empresas. Elevada carga tributária, encargos trabalhistas e burocracia do Estado. É o que os empresários brasileiros devem enfrentar para se manter competitivos e lucrativos.

A alta complexidade tributária no Brasil pode ser exemplificada no ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Presente em todas as etapas da cadeia produtiva, seu recolhimento ocorre diversas vezes, o que conduz à incidência múltipla.

O resultado são produtos encarecidos nas prateleiras e grande concorrência com os importados, diante da menor competitividade dos nacionais.

Juarez Leão, consultor no segmento de varejo e franquia, defende a redução dos valores cobrados para estimular o consumo e garantir uma boa distribuição de carga tributária.

“O maior problema é a redução no volume de vendas que muitos varejistas já enfrentam. Em vez de trabalharmos para ter um mercado mais competitivo, estamos em desvantagem”, diz.

Para o economista Fabio Bentes, da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), a carga tributária brasileira é o principal componente da queda de investimentos no varejo.

A contratação de novos empregados é um exemplo: admitir um funcionário que ganhe salário mínimo, se mantendo dentro da legalidade exigida custa no mínimo R$ 1.800.

“A única maneira de driblar esse custo é não contratar, o que diminui as ofertas de emprego, e automaticamente reduz o consumo”, diz.

A opinião do consultor é um consenso entre os empresários. Fica claro que está cada vez mais difícil engolir que pagamos um dos impostos mais caros do mundo. Leia e assista a outros depoimentos a seguir:

PROBLEMAS ESTRUTURAIS

Na hora de cobrar o retorno dos impostos, outro desafio é saber quais são os limites da qualidade nos serviços públicos que o Brasil poderia alcançar, já que esta insatisfação está presente até mesmo em países de Primeiro Mundo e de alta carga tributária, como a Dinamarca, onde os impostos correspondem a 48,58% do PIB.

O equívoco que existe, nesse sentido, é o de acreditar que o Brasil pode ter um serviço público equivalente ao do Reino Unido.

Para o economista Roberto Macedo, a carga tributária brasileira é alta, mas é preciso levar em consideração o PIB e o número de habitantes.

“Não dá para comparar uma carga brasileira sobre uma renda per capita de US$ 10 mil com a da Inglaterra, de US$ 40 mil. O serviço público será sempre melhor lá”, diz.

Apesar disso, segundo Macedo, a exigência do brasileiro tem de aumentar, até o ponto de ele sentir umtax payer, como é chamado o contribuinte nos Estados Unidos.

“É o pagador que cobra muito. Aqui, as pessoas já podem ver o imposto na nota e acompanhar o Impostômetro. Elas ficam perplexas, mas ainda não cobram o suficiente porque têm a sensação de que são voluntárias, que é como soa a palavra contribuinte”, diz.

Mas não é só a proporção que deve ser considerada na hora de cobrar os gastos do governo com os impostos pagos. É preciso regredir algumas décadas para entender melhor o que acontece com o dinheiro do contribuinte.

O economista Maílson da Nóbrega, ex-ministro da Fazenda (de 1988 a 1990) e é sócio-fundador da Tendências Consultoria, explica que a chave está na Constituição de 1988, quando o Brasil decidiu adotar gastos sociais no nível de países desenvolvidos.

“Antes da Constituição de 1988, o país gastava 4% do PIB em Previdência, e agora, 12%. O Brasil tem regras de aposentadoria generosas. Um exemplo é o gasto de mais de 3% do PIB com pensões por morte, percentual que em outros países é inferior a 1%”, afirma.

Via DiáriodoComércio

    COMO OS IMPOSTOS NO BRASIL ATRAPALHAM A PRODUçãO.

    Como deveria ser a composição tributária? a cpmf incide mais sobre os ricos?

    “O SISTEMA DE IMPOSTOS ATRAPALHA O BRASIL”

    Entrevista completa: https://youtu.be/xiscag4vg8e vice-presidente de negócios e franquias do grupo o boticário, o empresário andré farber conversa com o ...

    COMO O IMPOSTO ATRAPALHA SUA VIDA?- POR JONAB FERNANDES

    Icms, iss,ipi,ipva,iptu.... se imposto fosse bom, tinha outro nome, né? correto! que os impostos atrapalham nossas vidas todos já sabemos, mas como ... Tudo sobre Como os impostos atrapalham planos, lucro e o crescimento de emresas e setores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *