Comparativo dos automáticos: Toyota Etios vs Hyundai Hb20, quem leva a melhor


O badalado Hyundai HB20 celebra esse mês quatro anos de mercado e consolidação da vice-liderança de vendas. Lançado apenas um mês antes do Hyundai, o Etios não obteve o mesmo sucesso, mas, no primeiro semestre deste ano, recebeu mudanças importantes, entre elas a possibilidade de ter câmbio automático em qualquer versão.

Essa solução o transformou no carro sem pedal de embreagem mais barato do Brasil e deu um bom fôlego às suas vendas. Desde então, o Toyota passou a figurar entre os 20 mais emplacados do mercado.
Na opção com motor mais forte, 1.5, o custo-benefício do Etios não é tão bom. Ao menos quando comparado ao do HB20. No Toyota, a versão automática 1.5 mais simples, XS, parte de R$ 55.200, enquanto o rival começa em R$ 55.905 na opção de entrada, Comfort, com motor 1.6.

Nessas configurações, o Etios leva vantagem na lista de itens de série, mas o HB20 contra-ataca com desenho mais atraente tanto na carroceria quanto no interior, câmbio melhor e agilidade superior na hora de acelerar. Por isso, venceu o duelo.

O Toyota, porém, leva a melhor no quesito preço. Apesar de ter tabela inicial semelhante, nas opções mais bem equipadas a diferença cresce. A XLS sai a R$ 60.370, ante os R$ 66.745 do HB20 de topo. Mas o Hyundai tem três opções de catálogos intermediários, que proporcionam mais liberdade de escolha ao consumidor.
Os dois hatches saem de fábrica com rádio com entrada USB e conexão Bluetooth, direção assistida, computador de bordo e conjunto elétrico. Apenas no HB20 há chave do tipo canivete.

Por sua vez, só o Toyota tem, na versão de entrada, controlador de velocidade e volante multifuncional. A XLS acrescenta bancos de couro, central multimídia, rodas de liga leve de 15” e faróis de neblina. O HB20 mais completo vem com tudo isso, além de sensor de estacionamento e navegador GPS.

O acabamento da cabine do Hyundai é melhor, embora o aspecto geral do interior do Etios tenha melhorado. O Toyota ganhou painel de instrumentos digital, que ficou mais fácil de ler, apesar de a posição, central, ainda ser incômoda para o motorista, obrigando-o a desviar a cabeça para ver as informações.

DESEMPENHO

Quando o assunto é dirigibilidade, o Etios é imbatível no segmento. Sua direção com assistência elétrica é mais precisa que a hidráulica do HB20, além de oferecer conforto extra ao motorista, especialmente em manobras de estacionamento. A suspensão também é mais bem acertada que a do concorrente da Hyundai.

Em alta velocidade ou curvas, o Toyota passa mais segurança ao motorista, embora a suspensão do Hyundai não deixe a desejar. Em termos de conforto, eles são equivalentes.

A superioridade mecânica do Etios termina aí. Isso porque seu câmbio de quatro marchas até surpreende, ao trabalhar bem com o motor 1.5 flexível de até 107 cv e 14,7 mkgf. As relações são longas e, para ganhar velocidade há uma certa dificuldade, que diminui nas retomadas feitas a partir de rotações médias (das 3 mil rpm em diante).

Mas esse conjunto não supera o do Hyundai, cujo câmbio tem seis marchas e relações mais curtas. Como o propulsor 1.6 do HB20 é mais potente (até 128 cv) e entrega torque extra (16,5 mkgf), proporciona maior agilidade que o rival em qualquer situação. O silêncio a bordo é bom em ambos.

Desde seu lançamento, em 2012, o Etios evoluiu bastante e teve algumas falhas corrigidas. Seu desenho, porém, continua polêmico e não agrada os brasileiros. Ao contrário do belo HB20, que recebeu leve reestilização no ano passado.

CONCLUSÃO

Quando foi lançado no Brasil, o Etios não tinha retrovisor com comando elétrico nem como opcional. Agora, o item vem de série em todas as versões. O porta-malas só podia ser aberto com a chave, coisa dos anos 90. Hoje, há tecla na cabine para executar essa função. A chave permanece jurássica, tem desenho feio e manteve os comandos para abertura das portas. Mas, voltando às melhorias, muitos consumidores que já desejavam ter um Toyota tomaram coragem para levar o Etios, apesar do visual polêmico que continua fazendo dele uma escolha mais racional. No caso da versão com motor 1.5 e câmbio automático, o problema é o preço. Uma das vantagens do Etios sempre foi ser barato. Quando o preço começa a ficar próximo ao do HB20 equivalente, não há conversa: o Hyundai leva vantagem pelo apelo emocional.

Informações via Jornal do Carro

    CAMBIO AUTOMáTICO TOYOTA ETIOS

    Se você gostou do vídeo não se esqueça de se inscrever para receber novas atualizações do canal!!! a pedidos fiz uma breve avaliação das impressões do ...

    TOYOTA ETIOS X é O AUTOMáTICO MAIS BARATO DO BRASIL

    Toyota etios x é opção mais barata quando se busca um automático. #garagemdobellote instagram: https://www.instagram.com/garagemdobellotetv blog ...

    NOVO TOYOTA ETIOS 2017 EM DETALHES - AUTOMáTICO E MANUAL - HATCH E SEDAN

    Teste: o compacto toyota etios (hatch e sedã) chega a linha 2017 com o mesmo visual, mas traz novos equipamentos e melhorias mecânicas nos motores ... Tudo sobre Comparativo dos automáticos Toyota Etios vs Hyundai Hb20, quem leva a melhor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *