Crise automotiva: montadoras mandam 25 mil funcionários pra casa


Queda de 25,3% em maio, na comparação com o mesmo mês de 2014, montadoras não vê outra saída senão dispensar ou dar férias coletivas.

O emprego também é afetado pela crise nas vendas. Em maio de de 2014, 152,3 mil pessoas trabalhavam na indústria. Depois de 1 ano, o montante caiu para 138,2 mil – uma queda de 9,2%.

De acordo com as montadoras, atualmente cerca de 25 mil empregados ligados a montadoras estão de férias coletivas, com suspensão de contratos de trabalho (lay-off) ou de licença remunerada.

“Temos, sem dúvida nenhuma, um excedente de pessoal nas nossas fábricas. O nível de emprego é equivalente ao de 2010 e 2011, enquanto o nível de produção é de 2006 e 2007. No entanto, nenhuma das nossas empresas gostaria de perder mão de obra qualificada, que é fruto de investimentos, por isto vem buscando todos os mecanismos possíveis para manter os empregos”, afirmou Moan.

Só nas fábricas de carros de passeio e utilitários leves, 201,6 mil unidades foram montadas em maio, 24% menos do que o volume registrado um ano antes. Em relação a abril, a produção nesse setor caiu 3,4%.

A queda é ainda mais acentuada na indústria de veículos comerciais pesados. A fabricação de caminhões,  de 6,2 mil unidades — diminuiu 51,4% na comparação anual. Por sua vez, as fábricas de ônibus produziram 31,6% menos do que em maio de 2014, para 2,3 mil unidades.

Segundo o balanço da Anfavea, a ocupação nas montadoras, incluindo o setor de máquinas agrícolas, teve queda de 1% na passagem de abril para maio, somando agora 138,2 mil empregados.

    TRABALHADORES DEMITIDOS PELA MERCEDES SEGUEM NA EXPECTATIVA DO PROGRAMA DE PROTE ..

    Em meio à crise do setor automobilístico, o plano de proteção ao emprego (ppe) é a solução que as centrais sindicais encontram para reverter às demissões ...

    TRABALHADORES NA MERCEDES-BENZ ENTRAM EM GREVE CONTRA DEMISSõES

    Eles paralisaram a produção por 24h em solidariedade aos 244 funcionários da montadora que não tiveram o lay-off renovado e foram demitidos.

    TRABALHADORES NA MERCEDES SEGUEM MOBILIZADOS CONTRA DEMISSõES

    Hoje foi o 2º dia de acampamento em frente à fábrica em são bernardo do campo. trabalhadores tentam reverter as 500 demissões anunciadas pela ... Tudo sobre Crise automotiva montadoras mandam 25 mil funcionários pra casa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *