Crise econômica faz audiência de TV aberta e a Cabo alavancar


Não em termos de faturamento, mas no total de aparelhos ligados no país. A verdade é que nunca a população consumiu tanta TV como nos últimos meses.

E tudo indica que 2017 deve ser ainda mais promissor para o setor, segundo dados obtidos pela coluna.

Nos 12 primeiros dias fevereiro, o total de TVs ligadas no país, nas 24 horas do dia, já é 6% maior que o mesmo período no ano passado.

Em fevereiro de 2016 a média de TVs ligadas 24 horas por dia foi de 36%; já neste ano subiu dois pontos percentuais, para 38% (+6%)

Parece pouco, mas é preciso lembrar que a TV hoje enfrenta a concorrência pesada das chamadas outras “telas”: celular, tablet, laptops e de conteúdos sedutores como o Netflix.

Em horário nobre houve crescimento ainda mais relevante: de um índice de 56% de TVs ligadas em fevereiro do ano passado passou para 60% em 2017 (+7,14%).

No ano passado, o total de aparelhos de TV ligados já havia crescido 10% na comparação com o ano anterior.

Motivo para a, digamos, resiliência das TVs abertas e fechadas: a crise econômica, que faz com que as pessoas saiam menos de casa e passem mais tempo diante de um lazer mais barato: a TV.

Informações via TV Uol

    AUDIENCIA ROTATIVA - CRISE ECONOMICA MUNDIAL

    A crise economica jÁ chegou ao brasil e atacou nossos apresentadores!

    AUDIENCIA ROTATIVA - CRISE ECONOMICA PARTE 2

    Crise É crise, e com o audiencia nao É diferente!

    AUDIêNCIA PúBLICA DA COMISSãO DE ASSUNTOS ECONôMICOS SOBRE A ATUAL CRISE ECO ..

    Tudo sobre Crise econômica faz audiência de TV aberta e a Cabo alavancar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *