Crise gigante: setor automotivo demite 8 mil, pode chegar a 35 mil no ano


Vendas de carros despenca e setor reage com demissões. Se Dilma caprichasse tanto não quebraria o país tão bem o quanto está quebrando, ou já quebrou, não há nenhum setor que vá bem na Banânia.

Ao encerrar mais um mês com queda nas vendas de veículos, a Fenabrave (federação que reúne as distribuidoras de autos) revisou para baixo as projeções para 2015 e mostrou que o fechamento de postos de trabalho já é um problema no setor.

Segundo a entidade, 12 mil funcionários foram demitidos no primeiro quadrimestre de 2015. A causa está no fechamento de 250 concessionárias autorizadas no Brasil, motivado pelo encolhimento do mercado.

No início do ano, as 8.000 concessionárias autorizadas instaladas no país empregavam 411 mil funcionários. Caso a previsão de queda se confirme, a federação acredita que outras 550 lojas serão fechadas, o que totalizará uma queda de 10% no número de estabelecimentos. Com isso, seriam fechados cerca de 38 mil postos de trabalho, número que poderá ser compensado em parte pela abertura de novas lojas.

    PRODUçãO DE VEíCULOS REAGE EM JANEIRO, MAS VENDAS DESANIMAM SETOR AUTOMOTIVO

    A venda de veículos novos no brasil alcançou 147.219 unidades em janeiro, queda de 5,2% em comparação com igual mês do ano passado e tombo de 28% ...

    CRISE AFETOU MERCADO AUTOMOTIVO NA EUROPA

    As montadoras de veículos que estarão presentes no salão do automóvel de paris esperam que seus novos designs atraiam mais compradores este ano.

    EUA VENDEM úLTIMAS AçõES DA GM

    O governo americano vendeu as últimas ações da general motors. a medida é o fim de um dramático resgate da gigante automobilística, no auge da crise ... Tudo sobre Crise gigante setor automotivo demite 8 mil, pode chegar a 35 mil no ano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *