Equipamentos para usar na moto no inverno, roupa de frio


Alguns equipamentos melhoram a convivência do motociclista com o frio. A segunda pele, por exemplo, é uma malha protetora de tecido sintético para ser usada por baixo da roupa normal.

Capaz de manter a temperatura corporal, permite ao piloto consegue viajar no frio sem a necessidade de várias camadas de roupas — usar roupa demais é desconfortável e diminui a agilidade.

1. Segunda pele e balaclava…

Já a balaclava cobre totalmente o rosto e o pescoço, ajuda a evitar a sensação desconfortável do suor que, após escorrer pela pele, entra em contato com o vento, bem como a proteger contra o vento gelado. Valores variam de acordo com a composição das peças, custando de R$ 30 a R$ 400.

2. Capacete…

Para muitos motociclistas, o capacete serve apenas para “evitar multas”, mas um capacete de qualidade aumenta o conforto e, no caso de queda ou acidente, ele pode definir a vida ou a morte do usuário.

Fundamental, sua eficácia está ligada à qualidade de partes metálicas, casco de plástico e isopor interno, bem como ao prazo de fabricação. Cascos que sigam as regras de segurança partem de R$ 300, mas modelos mais arrojados e confortáveis podem custar até R$ 6.000.

3. Jaqueta…

Uma boa jaqueta para motociclista tem, por exemplo, protetores nos cotovelos, antebraços, ombros e até nas costas. Em caso de queda ou impacto, as chances de haver ferimentos graves são menores.

Se o motociclista usar uma jaqueta de lã, porém, não terá qualquer tipo de proteção — por mais grossa que seja. Em caso de deslizamento, o asfalto age como uma lixa, que vai desfazer todas as camadas do tecido; caso aconteça um impacto, não há qualquer proteção que absorva a energia do impacto antes do corpo. Peças de boa qualidade começam capacete, em R$ 300 e podem chegar aos R$ 2.000.

4. Calça especial…

Calças jeans também transmitem a falsa sensação de segurança. Infelizmente, o algodão não é páreo para o asfalto que o transforma em farrapos, qualquer que seja a intensidade da queda.

Para se proteger é necessário que o tecido tenha resistência à abrasão. Assim, como as jaquetas, é necessário que a calça tenha reforço nos joelhos, canelas e quadris. Algumas já são confeccionadas com tecido composto de Kevlar e proteções embutidas — excelentes opções, que custam cerca de R$ 300, permitem até mesmo o uso diário.

bo5. Luvas…

Quem observa motociclistas andando em avenidas ou mesmo rodovias verá que poucos usam luvas protetoras. Infelizmente, o equipamento é um dos mais necessários, pois as mãos são as primeiras a tocar no solo em caso de queda. Luvas de algodão ou de lã protegem apenas contra o frio e são inúteis em emergências.

As luvas desenvolvidas para uso na pilotagem trazem proteções para a palma, dorso e dedos — as regiões mais afetadas em caso de queda — e podem evitar ou minimizar danos como fraturas. Seus preços partem de R$ 150.

6. Botas…

Aqui, um capítulo à parte no folclore dos motociclistas. Muita gente pensa que uma bota pesada e grossa é o bastante para proteger em caso de queda. A tecnologia envolvida no equipamento correto, porém, está ligada à dissipação da energia, não à espessura da peça.

Em caso de queda, a bota deve se manter fixada ao pé do piloto e permitir que os pés deslizem livremente.

Por isso as botas dos pilotos de competição são lisas e ajudam a evitar torções dos pés ou tornozelos. Os preços partem de R$ 500.

    QUAIS EQUIPAMENTOS USAR NA TRILHA E SOBRE QUAL MOTO COMEçAR

    Deixa o like e inscreva-se para ajudar o canal meu é meu primeiro vidio de dica se gostaram fasso mais vlw.

    VEJA PORQUE USAR EQUIPAMENTOS DE SEGURANçA AO PILOTAR SUA MOTOCICLETA.

    Este vídeo exemplifica o porquê devemos sempre portar os equipamentos de segurança, nunca se sabe quando podemos sofrer um acidente, ou se envolver ...

    MOTOS DE CARGAS E MOTO TAXI TERÃO DE USAR NOVOS EQUIPAMENTO DE SEGURANÇA.

    Tudo sobre Equipamentos para usar na moto no inverno, roupa de frio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *