Homem resiste à prisão e é estrangulado até a morte, veja o vídeo


Cenas de horror, americano resiste a prisão e vídeo flagra estrulangamento, levando detido a morte.

Eric Garner , de 43 anos, pesando 400 kg e com problemas asmáticos ,morreu na última quinta-feira após um policial estrangulá-lo e outros oficiais baterem sua cabeça contra a calçada.

“Eu não posso respirar! Eu não consigo respirar!” Gritava Eric repetidamente depois que pelo menos cinco policiais o pegaram na frente de uma loja de materiais de beleza, quando ele se recusou a ser algemado.

Em poucos instantes, Eric, casado e pai de seis crianças, parou de lutar e parecia estar inconsciente, enquanto a polícia chamava os paramédicos para o local. Uma multidão enfurecida se reuniu e algumas pessoas fizeram gravações com smartphones.

prisao

Vídeo mostrou momento que Eric Garner estava discutindo com policias e se recusou a ser preso, sendo estrangulado e tendo sua cabeça jogada ao chão, morrendo em seguida.

“Quando eu beijei meu marido esta manhã, eu nunca pensei que seria pela última vez”, disse a esposa de Eric.

Os oficiais da polícia disseram que Eric tinha um histórico de detenções por vender cigarros não tributados. Policiais o observavam vendendo suas mercadorias na quinta-feira, quando ele resistiu à prisão.

Um porta-voz da polícia de Nova York disse que o homem “estava sendo colocado sob custódia e teve uma parada cardíaca e morreu”.

Os registros mostram que ele esteve no tribunal em outubro, em três casos, incluindo a acusação de porte de maconha e posse e venda de cigarros não tributados.

esposa-eric

Ramsey Orta, de 22 anos, que gravou o vídeo, tentou intervir, dizendo aos policiais que o homem tinha acabado de separar uma briga entre três rapazes e não estava vendendo cigarros.

    POLICIAIS FALAM COM HOMEM QUE RESISTE A PRISãO 1

    HOMEM RESISTE PRISãO E LUTA CONTRA POLICIAIS EM ESPERANTINA

    POLICIAIS FALAM COM HOMEM QUE RESISTE A PRISãO 2

    Tudo sobre Homem resiste à prisão e é estrangulado até a morte, veja o vídeo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *