O que muda no corpo da mulher durante a gravidez


Confira no gráfico abaixo toda a mudança que ocorre na mulher durante o período da gestação, como o corpo da mulher vai se comportando ao longo de cada e quais são os principais sinais da gestação.

Recomendações pós-parto

A atividade física pode começar entre 4 a 6 semanas e de acordo com a avaliação do seu médico.
Iniciar com atividades de baixo impacto e com ênfase nos músculos abdominais, do assoalho pélvico, para vertebrais e membros superiores.
Cuidado com a coluna ao cuidar do bebê. Flexionar os joelhos ao abaixar-se e manter a coluna ereta sempre que puder. Peça ajuda e orientação ao seu professor de Educação Física.

Usar sutiã apropriado que reforce o apoio dos seios. As atividades físicas e as recomendações podem ser as mesmas do início da gravidez e ter as mesmas características. Começar lentamente, pois várias melhoras fisiológicas são diminuídas neste período sedentário.
A perda de peso deve ser de 1 a 2 kg por mês e a amamentação não é prejudicada pelos exercícios físicos também. Após a gravidez em torno de 6 meses, há uma recuperação completa do condicionamento físico perdido em mulheres fisicamente ativas.

Cabelos e pelos

Primeiro a boa notícia: muitas mulheres percebem que o cabelo fica ótimo na gravidez. Talvez você note mais volume e brilho, porque é uma fase em que diminui a perda natural de fios. Aproveite, se for o seu caso.

Por outro lado, tem grávida que repara que perde mais cabelo ou que ele fica mais seco do que de costume. Culpa dos hormônios! Se serve de consolo, a queda pelo menos tende a voltar ao padrão de antes da gravidez alguns meses depois do parto.

Se você tomar anestesia para dar à luz, é possível que tenha mais perda de fios ainda. Aguente firme, porque você não vai ficar careca e uma hora a queda mais radical acaba.

O lado mais frustrante de tudo isso é que, se o cabelo que não era para cair às vezes cai, os pelos do corpo resolvem crescer mais do que nunca, graças à circulação no organismo de mais hormônios masculinos.

Fique à vontade para fazer depilação ou raspar, mas evite cremes depilatórios ou clareadores de pelo, por causa das substâncias químicas que podem ser absorvidas por sua pele.

Pele

Os hormônios podem fazer com que surjam manchas escuras na testa, nas bochechas e no pescoço. Também podem aparecer pequenas veias no rosto. E, para piorar, a pele talvez fique irritada e até inchada, com espinhas.

Não é muito animador, mas pelo menos a maioria desses sintomas vai embora quando o bebê nasce .

Enquanto isso, se quiser esconder as marcas e manchas, experimente algum tipo de base hipoalergênica. Fique longe, no entanto, dos cremes e tratamentos estéticos com ácido retinoico, porque pesquisas indicam que pode ser prejudicial ao bebê.

Sobra algum outro motivo de comemoração?

Sim. Já ouviu dizer que a grávida tem um brilho diferente? Para muitas mulheres a pele adquire um tom rosado e saudável, e até ruguinhas desaparecem, em um incrível efeito Botox natural.

Seios

Dor nos seios é um dos primeiros sintomas da gravidez. Geralmente, surgem também inchaço e bastante sensibilidade na região das mamas.

Esses incômodos melhoram a partir do segundo trimestre da gestação, quando os hormônios tendem a se estabilizar.

Como não há muito o que você possa fazer contra a própria natureza, o melhor é investir em um bom sutiã, com alças e sustenção adequadas aos seus “novos” seios. Sutiãs meia-taça não são a melhor opção.

Apesar dea alguma possível dor, a graça para muitas mulheres é, de repente, se ver com seios arrasadores sem ter de fazer plástica. O aumento do tamanho pode ser de até dois números no sutiã, mas não é regra geral.

Ou seja, não tem nada de errado se o seu peito não crescer um monte — e isso também não tem ligação alguma com o sucesso futuro da amamentação.

Mais do que nos seios, é possível que você tenha uma mudança de tamanho e de coloração nos mamilos.

Barriga

Nada menos que 90 por cento das grávidas têm estrias durante a gravidez, principalmente na barriga, no bumbum, nos seios e nas coxas.

Infelizmente, não há muito o que fazer para evitá-las, especialmente porque estão bastante ligadas à sua própria genética. Ou seja, se sua mãe, avó ou irmã tiveram estrias, é bem possível que apareçam para você também.

Passar óleos e hidratantes não vai fazer mal e, pelo menos, com a pele bem hidratada, você ajuda a controlar a coceira.

Pode surgir também uma linha escura e vertical no meio da barriga, passando pelo umbigo, conhecida como linea nigra . A linha costuma desaparecer depois do parto, e as estrias pelo menos ficam mais claras.

Mas nada disso precisa impedir você de exibir sua barriguinha por aí. A partir das 12 semanas, ela vai começar a dar sinal de vida. É uma boa oportunidade para desfilar roupas diferentes e valorizar suas formas de grávida.

Pernas

Como com a gravidez tem mais sangue circulando no seu corpo, podem vir à tona vasinhos nas pernas ou até veias mais saltadas. Se você tem tendência ao problema, talvez seja uma boa ideia tentar usar meia-calça com compressão especial.

Assim como as estrias, as varizes atingem boa parte das grávidas e têm forte ligação com a genética familiar.

Além de pernas, as varizes podem surgir em outras partes do corpo, como na região do ânus (hemorroidas) ou da vulva.

Tire proveito quando tiver um tempinho para descansar e coloque as pernas para cima, para ajudar na circulação.

Atividade física moderada e caminhadas não impedem mas minimizam o aparecimento de varizes e são excelentes para o seu bem-estar em geral.

Pés

A partir da metade da gravidez, seus pés podem começar a inchar, especialmente em dias de muito calor, e seus sapatos vão ficar apertados.

No meio de tantas compras para o bebê, quer desculpa melhor para precisar comprar alguma coisa para você, como sapatos novos?

Assim como para as varizes, ficar sentada ou deitada com os pés elevados é também bom para minimizar o inchaço. Evite ainda alimentos muito salgados, para não aumentar ainda mais a retenção de líquido no corpo e o inchaço.

Por fim, conforme-de usar sapatos de tamanho maior, para não deixar os pés apertados e mais doloridos.

    COMO O CORPO MUDA NA GRAVIDEZ

    Você sabia que a grávida sente mais calor por causa do aumento do volume de sangue no corpo, esse volume praticamente dobra. a dra. flávia conta muito ...

    O QUE MUDA NO CORPO DA MULHER DEPOIS DOS 30 ANOS

    5 coisas que mais mudaram em mim depois dos 30 anos de idade. balzaquiana. flavia mariano.

    VIDA & SAúDE - O QUE MUDA NO CORPO APóS A GRAVIDEZ

    Vida & saúde (tv novo tempo) o que muda no corpo após a gravidez (bloco1) | exibição: 17/03/2013 www.novotempo.com/vidaesaude uma gestação traz ... Tudo sobre O que muda no corpo da mulher durante a gravidez

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *