Carreira: Conheça 6 dicas essenciais para se dar bem na dinâmica de grupo


office

1. Aposte no autoconhecimento – “Quanto mais a pessoa se conhece, mais domínio ela tem da situação”, diz Liliane. Por isso, a especialista sugere que, antes de uma dinâmica de grupo, o profissional reflita sobre si mesmo.

“Faça uma retrospectiva, analise quais são o seus valores e pontos fortes”, diz. Segundo ela, aspectos que ainda precisam ser desenvolvidos também precisam estar claros na mente de quem está prestes a participar de uma dinâmica.

Ela ainda explica que, em relação aos candidatos a estágio ou a trainee, as habilidades comportamentais ficam ainda mais em destaque. “Nesses casos, é pura competência pessoal”, diz. Para as funções que exigem mais experiência o processo é composto pela junção entre a avaliação das competências pessoais e profissionais.

2. Aprofunde a pesquisa sobre a empresa – “Esse pesquisa deveria acontecer antes mesmo de se candidatar à vaga porque parte-se do pressuposto de que a escolha é mútua, a empresa escolhe o candidato e ele escolhe a empresa”, diz Liliane.

Sim, você já deveria ter feito isso, mas, se ainda não fez, é bom não perder tempo. Segundo a especialista, os pontos de aderência entre a cultura da empresa e seus valores serão mais cobrados na fase de dinâmica.

“Quanto mais aprofunda a pesquisa sobre os valores e a missão da empresa mais garantia de ter sucesso porque a interação é diferente quando a pessoa conhece a organização”, explica Liliane.

Matilde concorda. “Pesquisar sobre a empresa é sempre muito positivo”, diz. Reportagens, de acordo com ela, dão subsídios para entender como a empresa é no dia a dia, se ela investe nas pessoas, se preza pela responsabilidade social. “Ajudam a compreender como é dentro da organização”, explica Matilde.

Se você tiver conhecidos que trabalham ou já trabalharam lá, pergunte como é o perfil dos profissionais, como são as reuniões, se é uma organização mais formal e reservada ou mais descontraída e informal. “Todas essas informações vão ajudar a nortear a maneira como você se posiciona”, diz Matilde.

3. Mantenha a tranquilidade – Quando mais tranquilo você estiver mais facilmente você vai ficar conectado com as atividades propostas. “O medo obstrui e distorce a sua percepção”, lembra Liliane.

“É muito difícil não ficar nervoso com a situação, por isso o candidato deve lançar mão de alguma técnica para buscar a tranquilidade”, sugere Matilde. Ombro contraído, mãos apertadas, perna que não para de tremer. Fique atento aos sinais de tensão. Respiração mais profunda é uma das técnicas para relaxar. “Oxigenando o corpo você tende a ficar mais leve”, diz a especialista.

4. Atente à maneira como você interage – A habilidade de comunicação vai fazer toda a diferença neste momento. “A empresa quer conhecer o candidato. Para ela, o profissional ainda é uma folha em branco, por isso ele precisa saber se movimentar e mostrar os coloridos”, diz Liliane.

A voz não deve ser nem muito baixa nem muito alta. A forma de se comunicar, evitando informalidade em excesso, é essencial para você se sair bem, segundo as duas especialistas. “Não fale gíria, não use expressões inadequadas”, recomenda Matilde.

O importante, diz Matilde, é entender o que está sendo proposto pela dinâmica, entrar no contexto e participar. “Você precisa buscar espaço para se comunicar, o que não significa brigar por ele”, diz a especialista. Muito menos entrar mudo e sair calado.

Ou seja, você não precisa subir na mesa para falar, nem atropelar os outros candidatos para dar a sua opinião, apenas se comunique de forma assertiva e peça licença para falar e expor a sua opinião. Não tenha pressa em falar, observe também, saiba ouvir os outros. “Temos dois olhos e uma boca, é bom manter essa proporção”, diz Liliane.

Matilde explica que é comum, em algum momento da dinâmica, surgir uma discussão sobre um tema polêmico. “O objetivo é ver a reação dos candidatos”.

Ela recomenda que haja um cuidado para não se prejudicar ao expor pontos de vista de forma apaixonada. “O candidato deve defender a sua ideia, mas precisa tomar cuidado para não ser agressivo”, diz.

5. Tenha cuidado com a sua postura e com a maneira de se vestir – Ficar se mexendo na cadeira e fazer gestos bruscos vão contra o que as especialistas recomendam. “É preciso ter cuidado com a postura na hora de se sentar”, recomenda Matilde.

O dress code também é um ponto destacado pela especialista. “O jeito de se vestir mostra um pouco da personalidade”, diz Matilde. Por isso, prefira apresentar-se de forma mais alinhada e sem exageros.

6. Arrisque (um pouco) – Um toque de ousadia é a cereja do bolo em uma dinâmica de grupo já que aumenta as chances de você se destacar dos demais. “O candidato deve ser ousado em participar, fazer perguntas para o grupo, e ele não precisa ter todas as respostas na ponta da língua para isso”, recomenda Matilde.

Ford Ka 2016: Cores, Fotos e Preço


vermto

Para produzir a nova geração do New Fiesta global na fábrica de São Bernardo do Campo (SP) a Ford está usando nova tecnologia de pintura. E assim quem se deu bem foi o Ka que teve sua oferta de cores renovadas, pena que por pouco tempo, pois, o modelo atual morre no fim do ano com a chegada do nova geração do Ka que será fabricada na planta de Camaçari (BA). Aliás, o novo compacto que chega somente com opção de quatro portas mata também o Fiesta Rocam.

A nova pintura é conhecida pelo alto teor de sólidos e tem como principais vantagens cores mais vivas e brilhantes e de maior resistência a riscos. Tecnicamente, a tinta com alto teor de sólidos tem maior poder de cobertura, que garante maior profundidade de cor e aumenta a resistência contra desgaste a abrasão. O sistema também traz avanços no processo de mistura e aplicação e favorece o meio ambiente, com redução do uso de solventes e da emissão de componentes voláteis.

O Ka moribundo passa então a contar com as cores sólidas vermelho arizona e branco ártico, a metálica prata dublin e a perolizada preto Bristol.

O hatch é vendido atualmente com o motor RoCam 1.0 de 73/68,5 cv (etanol e gasolina) e vem equipado de série com conta-giros, alerta de manutenção programada, chave única para ignição e abastecimento e desligamento automático das luzes e faróis junto com a ignição, com preço a partir de R$ 21.800. O Ka Sport deixou de ser ofertado como antecipamos em 20 de dezembro.

Peugeot inicia produção do 208 em Porto Real


peugeot

Menos de um ano após seu lançamento na Europa, o Peugeot 208 teve sua produção em série iniciada nesta quarta-feira na fábrica da PSA Peugeot Citroën em Porto Real (RJ). O compacto é peça chave para o reeguimento da Peugeot no Brasil e consumiu investimento de investimento de R$ 800 milhões em três anos para conseguir nacionalidade brasileira.

O Peugeot 208 está baseado em uma das mais modernas plataformas do grupo, também usada por C3 e C3 Picasso. E frente ao velho 206,5 207 está mais leve, espaçoso, aerodinâmico e, claro, bonito. A fabricante já começa a sinalizar o que deve usar para trabalhar a imagem do 208 por aqui: a central multimídia no centro do painel e o novo design da marca, identificável pelo novo conjunto óptico, moldura da entrada de ar e pelas lanternas em forma de bumerangue. A PSA quer fazer dele seu principal produto no Brasil.

“O Peugeot 208 está sendo lançado no Brasil menos de um ano depois de chegar à Europa e contou com um forte trabalho de integração e adaptação local, desenvolvido pelas nossas equipes brasileiras de Pesquisa, Desenvolvimento e Design. Vamos oferecer aos nossos clientes o que há de mais moderno no mundo, mas com o jeito brasileiro”, diz Carlos Gomes, Presidente Brasil e América Latina da PSA Peugeot Citroën.

Para alguns poucos o lançamento do 208 no Brasil será antecipado. Clientes que fecharem a compra das 208 unidades do Peugeot 208 Premier, série limitada que marca o lançamento do modelo no Brasil, receberão o carro um mês antes do lançamento, previsto para 13 de abril. Mais completo que muito hatch médio, custa R$ 54.990. Este contará com o motor 1.6 16v EC5 de 122 cv, mas também estará disponível para o 208 o motor 1.5 8v de 93 cv.

A unidade de Porto Real completa 12 anos nesta sexta-feira e teve sua capacidade de produção está sendo aumentada não apenas para receber o 208, mas também já tendo em vista a produção local doSUV 2008 no ano que vem. Em uma primeira fase, a produção passou de 29 veículos/hora para 40 veículos/hora. Com isso sua capacidade de produção passará para 220.000 veículos por ano, contra as atuais 150.000 unidades, em três turnos. A capacidade de fabricação de motores também foi aumentada de 220.000 para 280.000 unidades, sendo estes os motores 1.4, de 8 válvulas, 1.5, de 8 válvulas, e 1.6, de 16 válvulas, flexfuel e a gasolina – para exportação.

Aprenda como ler revistas em quadrinhos em CBR no Android


comic

1. A primeira coisa a ser feita é baixar o A Comic Viewer em seu celular ou tablet.

2. Agora você precisa de um quadrinho em CBR! Existem editoras que já fazem a distribuição neste formato, assim como sites que disponibilizam para download quadrinhos antigos e até raros no formato. Faça o download de uma edição e copie para o cartão SD do seu celular. Para organizar melhor, você pode criar uma pasta na raiz chamada “Quadrinhos”, e lá dentro separar os exemplares em diferentes diretórios.

3. Com tudo preparado, chegou a hora de abrir o quadrinho. Primeiro, inicie o A Comic Viewer. A tela de introdução traz o logo do programa e uma propaganda no rodapé (não se preocupe, ela não vai atrapalhar sua leitura).

Para abrir o arquivo CBR, basta tocar no logo do programa e em seguida na opção abrir. Em seguida será dada a opção de navegar pelas pastas do seu cartão SD. Tudo o que você precisa fazer é ir até a pasta recém criada e escolher o arquivo CBR da sua preferência.

4. A navegação é bem simples. Na parte de baixo da tela ficam dois pequenos círculos, quase imperceptíveis. Ao tocar em um deles as páginas avançam ou retrocedem, de acordo com a sua vontade. Ao fazer o movimento de swipe para cima (arrastar o dedo de baixo para cima na tela) o menu de opções aparecerá. Nele é possível escolher uma página e ir direto até ela, ou até mesmo definir formas diferentes de leitura. Os fãs de mangas japoneses, por exemplo, podem escolher visualizar as páginas de trás para frente, respeitando a leitura oriental que segue da direita para a esquerda.

Pronto! A leitura dos seus quadrinhos preferidos está garantida. Vale lembrar que, quanto maior for a tela e a resolução de exibição do seu aparelho, mais confortável será a leitura.

A Comic Vewer abre arquivos nos formatos CBZ/ZIP, ACV, CBR/RAR, JPEG, PNG e BMP, o que torna o programa bastante versátil, independentemente do tipo de imagem ou distribuição digital que você pretende utilizar.

Com isso, você pode levar seus quadrinhos para qualquer lugar, aproveitando a praticidade oferecida pelos dispositivos portáteis, como os tablets. Existem inclusive programas específicos que auxiliam o usuário a digitalizar quadrinhos antigos, transformando páginas em papel em conteúdo digital no formato CBR. O ideal é fazer uma busca pelo assunto e aproveitar ainda mais esta facilidade.