Shopping Patio Intermares: continua a safadeza dos vereadores e prefeito acusado de ser boneco na mão de certo empresário


Durante o pronunciamento, Anísio Maia questionou a ausência de manifestação da Sudema em relação à construção de um shopping na margem do Rio Jaguaribe, em João Pessoa, no ano de 1987.

“Há um complô articulado para impedir a construção do Shopping Intermares. E estão juntos a Câmara, o Governo, através da Sudema, e a prefeitura de Cabedelo. Esse complô já foi denunciado nesta Casa e falamos no momento da posse do atual prefeito que havia sido uma grande negociata. Ano passado, eu dizia que tinha sido um estelionato eleitoral e está comprovado. Vou descrever o papel de cada um desses atores: A Sudema tem dois pesos e duas medidas. Para aqueles que têm bom trânsito ou algo a mais, os processos andam rápido.

Quando o Shopping Manaíra foi erguido às margens do Rio Jaguaribe, a Sudema não viu nada de mais. Ficou cega! O shopping, em 1987, foi construído e aterrado o rio. Um escândalo, mas com silêncio total da Sudema. Mas, um shopping que vai ser construído a mais de 200 metros do mangue, não pode! Com que justificativa? Dizem que haveria desmatamento, mas tem no máximo 20 árvores. Mas, não pode. Ao lado, tem o loteamento Bela Vista, colado no mangue, mas pode.

A gestora da Sudema, diante da falta de argumentos, inventou um termo de legislação ambiental e disse que vai haver um desmatamento perto da floresta. Isso não existe! Se existisse, nenhum empreendimento poderia ser construído. O loteamento Bela Vista não é perto da floresta, mas é colado e pôde. Só se for com interesse escuso. Há um prédio sendo construído agora, às margens do rio Jaguaribe, mas a Sudema também não reprova. Outro parceiro do complô é o prefeito de Cabedelo, que foi levado à posse na Lamborghini do dono do Manaíra Shopping.

Isso foi para dizer que Cabedelo tem dono e ele manda no prefeito. A Câmara Municipal também tem intimidade com o dono do shopping, que chama os vereadores ao shopping para aprovar ou desaprovar os projetos. Todos os vereadores fazem parte, menos Júnior Dateli, José Eudes e Fernando Sobrinho. Os demais estreitaram a relação e a amizade com o dono do shopping e por isso votam contra o empreendimento do Shopping Intermares.

Os vereadores criaram uma lei e transformaram a Câmara em uma central de alvarás e um pedágio para que empresários se submetam ao pagamento de propinas para avançar qualquer empreendimento na cidade”, disse Anísio.

O deputado ainda afirmou que o Governo do Estado se omite em relação à proposta de construção do shopping, ao mesmo tempo em que privilegia o lançamento de outros empreendimentos. Ele também acusou o prefeito de Cabedelo, Leto Viana (PTN), e a maioria dos vereadores locais de promoverem um “estelionato eleitoral”. “Os vereadores de Cabedelo tentam proibir a construção do Shopping Intermares, baseado em lei criada por eles mesmos. Criaram uma verdadeira Lei da Extorsão, ou seja, a Câmara virou um balcão de negócios”, pontuou.

O deputado Toinho do Sopão (PEN) concordou com o líder da oposição em relação ao impedimento da construção do shopping. Mas repudiou o questionamento quanto à construção de outros empreendimentos em João Pessoa. “Precisamos ressaltar a importância dos shoppings no tocante à geração de diversos empregos”, afirmou.

Prefeito boneco

A população da Paraíba, especialmente a de Cabedelo, começa a tomar conhecimento de mais uma história estarrecedora da administração pública. Trata-se da forma como o novo prefeito daquele município, Leto Viana, que mesmo sem obter um voto se aboletou do poder de forma nebulosa, vem tratando o contrato de coleta de resíduos sólidos e uma dívida pelo serviço prestado.

A empresa Marquise Ambiental está anunciando, em nota oficial, a suspensão da coleta de lixo na cidade e abrindo mão do contrato que tem com a Prefeitura. O município tem uma dívida de R$ 6,4 milhões para com a empresa.

A decisão da Marquise não é comum. O natural, Brasil afora, é que as empresas reduzam serviços, mas mantenham os contratos de todo jeito. Não é o caso da Marquise.

O sórdido na história de Cabedelo é que o novo prefeito Leto Viana, estranhamente, de última hora, se negou a negociar o pagamento da dívida com a empresa, que se dispunha a receber o atraso em três ou quatro anos e rescindir o contrato para que a Prefeitura pudesse promover outra licitação ou contratar outra empresa.

Por que o prefeito se nega, então, a negociar uma dívida que sabe, mais dias, menos dias, vai ter que pagar?

Por que um prefeito se nega a pagar uma dívida sabendo que, lá na frente, pode ser obrigado, na Justiça, a corrigir o valor e causar prejuízos ao município?

No caso de Cabedelo, o problema é que o novo prefeito não representa os interesses do município nem defende os recursos da sociedade. Defende interesses de terceiros, de empresários, que o manipulam, tornando-o um simples boneco na cadeira de prefeito.

No caso de Cabedelo, o problema não é o contrato do lixo que importa. A Marquise ficou meses e meses sem receber pagamento e ainda assim prestava serviço e estava disposta a negociar a dívida em até quatro anos. O problema lá em Cabedelo é que a Marquise tem um grande projeto, a construção de um shopping – o Pátio Intermares -, onde vai investir mais de R$ 200 milhões, que não interessa a quem efetivamente manda no prefeito, sendo o dono de seu mandato.

Eis é verdade. O prefeito de Cabedelo não está a serviço do povo. Por isso quer a briga com a Marquise, na tentativa de prejudicar o projeto de construção do shopping Intermares. Cabedelo não merece isso.

Tambaú247

    SHOPPING PáTIO INTERMARES PODE LEVAR LAZER, EMPREGO E CRESCIMENTO AO MUNICíPIO ..

    Twitter: https://twitter.com/tvtambau facebook: http://www.facebook.com/tvtambau.

    MULTIDãO SE REúNE EM CABEDELO PARA DEFENDER CONSTRUçãO DO SHOPPING PáTIO IN ..

    Twitter: https://twitter.com/tvtambau facebook: http://www.facebook.com/tvtambau.

    VEJA OS FATOS SOBRE O SHOPPING PáTIO INTERMARES

    Twitter: https://twitter.com/tvtambau facebook: http://www.facebook.com/tvtambau. Tudo sobre Shopping Patio Intermares continua a safadeza dos vereadores e prefeito acusado de ser boneco na mão de certo empresário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *