Só em estádios da Copa o governo gastou o triplo do valor “planejado” – O Brasil vai passar vergonha na Copa


Acho que esse assunto, gastos na Copa foi bem discutido, muitos esperavam o dobro, mas gastar o triplo do dinheiro do contribuinte é um pouco demais né?

copa-do-mundo-2014-estadios-caros_(1)-full-completo-portugues

R$ 8,9 bilhões é o valor da última estimativa oficial sobre os custos das obras das arenas da Copa do Mundo. O jornal O Estado de S. Paulo teve acesso a um documento da Fifa de 2007, no qual a CBF informa que o gasto com os estádios deveria ficar em torno de R$ 2,6 bilhões, valor mais de três vezes menor que o atual.

“A CBF atualmente [2007] estima que os investimentos relacionados com a construção e reforma dos estádios estão em US$ 1,1 bilhão”, explicava o informe da Fifa, assinado e produzido por Hugo Salcedo.

“Os padrões e exigências da Fifa vão superar em muito qualquer outro evento realizado na história do Brasil em termos de magnitude e complexidade. Nenhum dos estádios no Brasil estaria em condições de receber um jogo de Copa nos atuais estados”, alertava o documento.

Tal relatório, feito antes de o Brasil ter se tornado oficialmente sede da Copa de 2014, também falava sobre promessas quanto a infraestrutura dos aeroportos, mobilidade urbana e outras demandas para o evento.

“O time de inspeção pode confirmar com confiança que a infraestrutura de aeroportos poderia atender a um grande número de passageiros indo a jogos em viagens de ida e volta no mesmo dia”, acreditava o relatório da Fifa. Atualmente, entretanto, muitas das cidades que serão sedes de jogos do torneio não têm as suas obras terminadas.

Outro ponto citado no documento e que não se tornou realidade foi a “construção de um trem de alta velocidade que vai ligar Rio de Janeiro e São Paulo”.

  • Temor da Fifa

Principal temor da Fifa com a organização do Mundial, os protestos voltaram a agitar neste fim de semana as sedes que vão receber a competição a partir de junho de 2014. Foram registrados atos em todas as cidades programadas para receber o torneio, sendo que em São Paulo houve confusão e detenção de mais de 100 pessoas.

Desde a Copa das Confederações, quando todos os jogos foram alvos de manifestações com milhares de pessoas nas ruas, a Fifa tem cobrado do Brasil medidas para que a situação seja controlada até o Mundial. A cúpula da entidade cogitou a suspensão do torneio-teste em 2013, medida drástica que indica o tamanho da preocupação da entidade.

Pelo menos neste primeiro ato de 2014 organizado pelo grupo “Não vai ter Copa” o número de manifestante foi bem menor do que o registrado em 2013. Porém, a violência em São Paulo indica que as cenas vistas durante a Copa das Confederações têm chances reais de se repetirem durante o Mundial.

Apesar de alguns dos protestos deste fim de semana resvalarem em outros problemas sociais do Brasil, o foco esteve nos altos gastos públicos para a Copa do Mundo. A Fifa também é alvo por conta das exigências feitas ao país-sede.

 

    SECRETáRIO-GERAL DA FIFA DISSE QUE OS ESTáDIOS DA COPA Só VãO FICAR PRONTOS ..

    A declaração foi durante uma visita de inspeção ao itaquerão.

    PRONTA A ARENA PANTANAL ESTADIO DA COPA 2014 EM CUIABá Só AGUARDANDO OS JOGOS ..

    Pronta a arena pantanal estadio da copa 2014 em cuiabá só aguardando os jogos da copa do mundo.

    COPA DO MUNDO é Só ESTáDIOS?QUERO MELHORIAS NO RESTO !

    Que tal .. visitar as escolas e hospitais? e ... também usar o transporte publico? ... próximo video falar sobre nossos adoraveis funkeiros! hahaha. Tudo sobre Só em estádios da Copa o governo gastou o triplo do valor “planejado” – O Brasil vai passar vergonha na Copa

2 respostas para “Só em estádios da Copa o governo gastou o triplo do valor “planejado” – O Brasil vai passar vergonha na Copa”

  1. Ridículo esse site reproduzir mentiras da mídia oposicionista. Os gastos dos estádios e centros de treinamentos da copa são privados, ainda que financiados pelo bnds e terá retorno aos cofres públicos. Os gastos gerais da copa incluem obras de infraestrutura urbana como aeroportos, acessos viários, logísticas hoteleiras e etc. com ganhos urbanistícos para as cidades que vão sediar jogos ou seleções, incrementando turismo e serviços. Esses gastos que envolvem parcerias dos governos Federal, Estados e Municípios são da ordem de 70%. Já os estádios 30%, como disse gastos privados com partes financiados pelo bnds que deverão ser pagos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *